Bem Estar, Maternidade,

Chegou a hora do soninho!

0
Shares

É mamãe, as novidades não param!

Depois que chegamos da maternidade com nossos bebês, ainda passamos por um longo e intenso período de aprendizado para entender como funciona o corpo, a mente, e as vontades desse novo serzinho que veio ao mundo!

Um dos desafios que vamos enfrentar já nas primeiras horas de vida, é o SONO!

Muitos acham o contrário, mas a verdade é que os bebês demoram a desenvolver completamente o ritmo de sono.

Essa é uma das razões pelas quais eles dormem a qualquer hora do dia, em sonecas super leves, diferente de nós, adultos.

Para o desespero das mamães e dos papais, até que os bebês se ajustem ao dia eles podem ficar acordados por longos períodos à noite.

Mas não pense que você tem que sofrer com esse “relógio invertido” por muito tempo…

O segredo para driblar essa situação está na ROTINA.

 

ENCARANDO O DIA A DIA

Respira fundo, mamãe!

É fundamental saber da importância que esse sono “leve” tem para o desenvolvimento cerebral do seu filho, ou filha.

Enquanto ele ainda está nesse processo de descobrir o dia e a noite, é indispensável que você esteja pronta para determinar a rotina que irá se encaixar no dia dele.

Uma dica de mamãe para mamãe é: Determinar horários certos para o sono.

Tente manter todos os dias iguais: dê um banho relaxante no mesmo horário, leia histórias ou faça uma massagem, evite estimular demais com brincadeiras à noite, apague as luzes quando chegar perto da hora de dormir, e mantenha a calma!

Lembre-se de que todas as nossas emoções são transmitidas para o neném.

Faça desse um momento de conexão entre vocês, e procure relaxar também!

Você verá que depois de algumas semanas no mesmo ritmo, a horinha do soninho terá hora marcada para começar e para terminar!

Para manter o seu neném confortável durante o período de descanso, lembre-se que na nossa loja on-line temos opções EXCLUSIVAS que são show de conforto e aconchego!

Para conferir toda a Linha Baby, basta clicar AQUI e se encantar com peças que arrancam suspiros!

 

Espero ter ajudado!

Beijinhos,

Marcela.